Djokovic diz ser contra vacinação

Djokovic diz ser contra vacinação obrigatória contra Covid-19

Djokovic diz ser contra vacinação — Líder do ranking mundial, Novak Djokovic fez uma declaração polêmica neste domingo. Em uma live com outros atletas sérvios numa rede social, o tenista demonstrou ser contra a imunização obrigatória contra a Covid-19 quando uma vacina estiver disponível.

— Pessoalmente eu sou contra vacinação e não quero ser forçado por alguém a tomar uma vacina para poder viajar. Mas caso se torne obrigatório, o que vai acontecer? Vou ter que tomar uma decisão. Tenho meus próprios pensamentos sobre o assunto, e se eles vão mudar em algum momento, eu não sei.

Djokovic dividiu a live com nomes como Janko Tipsarevic, Viktor Troiki, Dusan Lajovic e Filip Krajinovic. Na explanação sobre o assunto, ele complementou que acredita que a vacina será considerada obrigatória devido ao caráter global do tênis, esporte cujo circuito envolve viagens semanais para competições e que reúne competidores de toda parte do mundo.

— Hipoteticamente, se a temporada for ser retomada em julho, agosto ou setembro, apesar de improvável, eu entendo que a vacina vai ser um requerimento logo após sairmos de uma rígida quarentena, e ainda não há uma vacina.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 70 vacinas contra Covid-19 em desenvolvimento no mundo, três delas em fase de testes clínicos. Mas especialistas dizem que elas podem levar mais de um ano até chegarem ao público geral.

Líder do ranking da ATP, Djokovic ostenta uma sequência de 18 vitórias e o título do único Grand Slam disputado nesta temporada, o Aberto da Austrália. Roland Garros foi transferido para setembro, e Wimbledon foi cancelado. Uma decisão sobre o US Open será tomada até junho. Todo o circuito está suspenso até pelo menos 13 de julho.

instagram

Politica Paraibana

Twitter

Compartilhe

Deixe um comentário