meio eletrônico

Cabedelo: Promotor aguarda a resposta do prefeito por meio eletrônico

Meio eletrônico — O promotor Francisco Bergson Formiga negou o pedido feito pelo prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo, de uma reunião para discutir a recomendação do Ministério Público Federal (MPF) para que o comércio, bares e restaurantes da cidade portuária não abram suas portas, como estava previsto para acontecer a partir desta segunda-feira, 29. O promotor aguarda a resposta do prefeito por meio eletrônico mesmo, informou a assessoria do MP ao ParlamentoPB.

Vítor Hugo queria uma reunião em caráter de urgência depois de tomar conhecimento da recomendação assinada pelo promotor de Justiça Francisco Bergson.

“A recomendação do Ministério Público é vista com todo respeito. Cabedelo flexibilizou mediante dados científicos e os menores índices nesses últimos 15 dias, tanto de letalidade como novos casos. Cabedelo também apresenta um dos melhores índices de recuperados: acima de 80%. Enviaremos amanhã um ofício solicitando uma reunião em caráter de urgência presencialmente para apresentar todos os dados, medidas tomadas e números que levaram Cabedelo a tomar esta decisão”.

Recomendação — O promotor Francisco Bergson Formiga argumentou que, “embora se tenha consciência dos impactos econômicos, neste momento é crucial que o Poder Público adote todas as medidas para impedir o contágio, com seguro, preciso e harmonioso planejamento, antes que a transmissão comunitária se torne incontrolável, bem como esteja com a rede preparada, com capacidade operacional do sistema de saúde, para evitar o colapso.”

instagram

Politica Paraibana

Twitter

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *