Corrida maluca

Cartaxo e a Corrida maluca – Júnior Belchior

A escolha do candidato a sucessão municipal do PV, partido do atual prefeito Luciano Cartaxo, que deveria ter sido feita no começo do ano corrente, conforme o mesmo chegou a assinalar, se transformou numa corrida maluca (nome atribuído a um desenho da década de 70 e 80).

Logo após a não indicação de seu sucessor, o Prefeito disse que após o carnaval o nome seria divulgado, o que não aconteceu. Logo após os festejos carnavalescos sua excelência apontou que depois da semana santa, o nome enfim sairia, o que também não ocorrera. Terminando a enxurrada de datas, Luciano apontou o fim dos festejos juninos para tal revelação, o que também não aconteceu.

A corrida maluca então se iniciou, o prefeito tirou quatro secretários, mando-os correr pista, para depois indicar um nome sabe-se Deus com qual critério. O fato é que pelo menos 3 dos 4 postulantes a vaga, estão num corre-corre de fazer inveja aos mais dotados atletas olímpicos.

A estratégia, logicamente também fez com que a imprensa paraibana que começou a entrevistar os pre-candidatos viessem a entrevistar os 3 principais nomes ligados a Prefeitura Municipal de João Pessoa, o que caraterizou um completo favorecimento a gestão municipal e seu comandante.

O nome do empresário e ex-secretário Diego Tavares estava muito bem posicionado na corrida, até meados de junho, tendo inclusive alguns interlocutores bradando que ele seria o candidato que representaria a atual gestão.

Nas últimas semanas o nome mais forte mudou de dono, e a preço de hoje, o comentário é que a ex-secretária de educação e cunhada do Prefeito Luciano Cartaxo, Edilma Freire, venha a se tornar a escolhida.

Até por questão de segurança, parece que o atual gestor prefere um nome mais caseiro, daqueles que o risco de não o acompanhar politicamente depois que assuma, seja minimizado ao máximo.

O fato é que só saberemos o nome, após a “corrida Maluca” terminar para conferir se a preferência do prefeito recairá como de costume num nome familiar, como foi com seu irmão em diversas oportunidades ou se num nome mais fora desse âmbito consanguíneo.

O certo, é que a preço de hoje, nem o próprio Luciano sabe quem escolher, até porque seus pupilos estão fazendo “carreira”  no escuro, a fim de mostrar serviço ao ex e futuro comandante.

Júnior Belchior

instagram

Politica Paraibana

Twitter

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *